Além de escrutinar os meandros da alma humana, Philip Roth retratou seu país, os Estados Unidos, como ninguém. Nesta edição especial, quatro de seus grandes romances americanos estão reunidos em uma belíssima caixa.
No primeiro volume estão: Pastoral americana, livro em que o empresário judeu bem-sucedido, Seymour Levov, casado com uma católica, prefere contratar negros em sua fábrica e dar uma educação liberal à filha. No entanto, suas ilusões acabam destruindo o lar que ele imaginava perfeito, à moda dos ideais americanos; e Casei com um comunista, uma história de delação, traição e vingança, em que Ira Ringold, um trabalhador braçal que se tornou ator de rádio, é um comunista exaltado e linha-dura. Sua vida toma rumos inesperados quando a esposa resolve, em plena era do macarthismo, pôr a público as convicções políticas do marido.
O segundo volume traz: A marca humana, que fala da histeria puritana que se apodera dos Estados Unidos em 1998, na esteira do escândalo sexual que envolveu o presidente da República e uma estagiária na Casa Branca. No mesmo ano o professor universitário Coleman Silk vê sua vida profissional e familiar destruída por acusações de racismo e abuso sexual; e Complô contra a América, a fábula em que Roth imagina os Estados Unidos dos anos 1940 governados pelo aviador antissemita Charles Lindbergh, instaurando uma era sombria no país, agora simpático à Alemanha nazista, sobretudo para as famílias judias.

Cia. das Letras - 1416 pág. - capa dura

Sobre o autor:

Philip Roth nasceu em 1933, em Newark, Nova Jersey (Estados Unidos). Um dos maiores escritores americanos, escreveu mais de trinta livros. Recebeu, em 1998, a Medalha Nacional das Artes na Casa Branca e, em 2002, conquistou a mais elevada premiação concedida pela Academia Americana de Artes e Letras, a Medalha de Ouro de Ficção. Em 2005, Roth tornou-se o terceiro escritor vivo a ter sua obra publicada numa edição abrangente e definitiva da Library of America. Assíduo em premiações literárias, já ganhou o Pulitzer e o Man Booker Prize, além da Gold Medal in Fiction, a mais alta distinção da American Academy of Arts and Letters. Faleceu em 2018.

A AMÉRICA DE PHILIP ROTH - Caixa com 2 vols.

R$182,90
A AMÉRICA DE PHILIP ROTH - Caixa com 2 vols. R$182,90
Sucesso! Você tem frete grátis
Frete grátis a partir de R$120,00
Entregas para o CEP:

Frete grátis a partir de R$120,00

Além de escrutinar os meandros da alma humana, Philip Roth retratou seu país, os Estados Unidos, como ninguém. Nesta edição especial, quatro de seus grandes romances americanos estão reunidos em uma belíssima caixa.
No primeiro volume estão: Pastoral americana, livro em que o empresário judeu bem-sucedido, Seymour Levov, casado com uma católica, prefere contratar negros em sua fábrica e dar uma educação liberal à filha. No entanto, suas ilusões acabam destruindo o lar que ele imaginava perfeito, à moda dos ideais americanos; e Casei com um comunista, uma história de delação, traição e vingança, em que Ira Ringold, um trabalhador braçal que se tornou ator de rádio, é um comunista exaltado e linha-dura. Sua vida toma rumos inesperados quando a esposa resolve, em plena era do macarthismo, pôr a público as convicções políticas do marido.
O segundo volume traz: A marca humana, que fala da histeria puritana que se apodera dos Estados Unidos em 1998, na esteira do escândalo sexual que envolveu o presidente da República e uma estagiária na Casa Branca. No mesmo ano o professor universitário Coleman Silk vê sua vida profissional e familiar destruída por acusações de racismo e abuso sexual; e Complô contra a América, a fábula em que Roth imagina os Estados Unidos dos anos 1940 governados pelo aviador antissemita Charles Lindbergh, instaurando uma era sombria no país, agora simpático à Alemanha nazista, sobretudo para as famílias judias.

Cia. das Letras - 1416 pág. - capa dura

Sobre o autor:

Philip Roth nasceu em 1933, em Newark, Nova Jersey (Estados Unidos). Um dos maiores escritores americanos, escreveu mais de trinta livros. Recebeu, em 1998, a Medalha Nacional das Artes na Casa Branca e, em 2002, conquistou a mais elevada premiação concedida pela Academia Americana de Artes e Letras, a Medalha de Ouro de Ficção. Em 2005, Roth tornou-se o terceiro escritor vivo a ter sua obra publicada numa edição abrangente e definitiva da Library of America. Assíduo em premiações literárias, já ganhou o Pulitzer e o Man Booker Prize, além da Gold Medal in Fiction, a mais alta distinção da American Academy of Arts and Letters. Faleceu em 2018.