O BRASIL VISTO PELOS OLHOS DOS ESTRANGEIROS DE 1500 AO SÉCULO XX.

As características culturais dos brasileiros são por si mesmas fugidias e difíceis de definir: sincretismo, miscigenação e carnaval. E não são poucas as reportagens de fôlego que buscam explicar melhor o país aos estrangeiros ou mostrar seus aspectos inusitados ou desconhecidos publicadas em jornais no mundo todo. Jornalistas, escritores, cineastas, acadêmicos, todos parecem buscar explicações para um país nunca totalmente acomodado dentro das definições estabelecidas.

Este livro, ricamente ilustrado, apresenta três ensaios que pontuam a visão dos estrangeiros em três momentos marcantes no Brasil: 1500, 1800 e 1900. Jean Marcel Carvalho França apresenta com detalhes os relatos deixados por viajantes europeus em passagem pela porção portuguesa das Américas, entre 1506 e 1808.

Já no contexto da transmigração da família real portuguesa, em 1808, Teresa Cribelli faz um estudo da representação do Brasil aos olhos estrangeiros através de registros iconográficos e pinturas. Com a invenção e a popularização da fotografia em meados do século XIX, fotografias em preto e branco ilustram um momento de progresso, potência e esperança do país, quando foi apelidado por Stefan Zweig de 'país do futuro', já no século XX.

Aqui, além de aprender, esses estrangeiros também ensinaram. Ensinaram o Brasil a conhecer o próprio Brasil. E legaram ao país, como parte dele, uma identidade cultural calcada na mistura, na assimilação, na permanente descoberta.

Casa da Palavra - 240 pág. - capa dura - edição bilíngue português / francês

 

As descobertas do Brasil - Jean Marcel Carvalho França

R$92,00
Frete grátis
As descobertas do Brasil - Jean Marcel Carvalho França R$92,00

O BRASIL VISTO PELOS OLHOS DOS ESTRANGEIROS DE 1500 AO SÉCULO XX.

As características culturais dos brasileiros são por si mesmas fugidias e difíceis de definir: sincretismo, miscigenação e carnaval. E não são poucas as reportagens de fôlego que buscam explicar melhor o país aos estrangeiros ou mostrar seus aspectos inusitados ou desconhecidos publicadas em jornais no mundo todo. Jornalistas, escritores, cineastas, acadêmicos, todos parecem buscar explicações para um país nunca totalmente acomodado dentro das definições estabelecidas.

Este livro, ricamente ilustrado, apresenta três ensaios que pontuam a visão dos estrangeiros em três momentos marcantes no Brasil: 1500, 1800 e 1900. Jean Marcel Carvalho França apresenta com detalhes os relatos deixados por viajantes europeus em passagem pela porção portuguesa das Américas, entre 1506 e 1808.

Já no contexto da transmigração da família real portuguesa, em 1808, Teresa Cribelli faz um estudo da representação do Brasil aos olhos estrangeiros através de registros iconográficos e pinturas. Com a invenção e a popularização da fotografia em meados do século XIX, fotografias em preto e branco ilustram um momento de progresso, potência e esperança do país, quando foi apelidado por Stefan Zweig de 'país do futuro', já no século XX.

Aqui, além de aprender, esses estrangeiros também ensinaram. Ensinaram o Brasil a conhecer o próprio Brasil. E legaram ao país, como parte dele, uma identidade cultural calcada na mistura, na assimilação, na permanente descoberta.

Casa da Palavra - 240 pág. - capa dura - edição bilíngue português / francês