Marco no desenvolvimento de vacinas, a testagem recorde encabeçada pelo Brasil foi crucial para o lançamento do imunizante que é um dos mais usados do mundo contra a Covid-19 Em menos de um ano, ela levantou do zero o financiamento, as equipes técnicas e até mesmo algumas das instalações por onde passaram os mais de 10 mil voluntários dos testes da vacina Oxford/AstraZeneca no Brasil. Sue Ann Costa Clemens, médica,  professora e pesquisadora brasileira, foi responsável por coordenar os estudos nos seis centros de testagem do imunizante instalados em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Brasília e Santa Maria ― um empreendimento que fez do Brasil peça fundamental para a comprovação da eficácia da vacina, possibilitando a agilidade das aprovações de uso ao redor do mundo e abrindo portas para garantir a oferta de doses para o país. História de uma vacina, a pediatra e especialista em doenças infecciosas, chefe do comitê científico da Fundação Bill e Melinda Gates, docente convidada de Oxford e criadora do primeiro mestrado em vacinologia do mundo, na Universidade de Siena, conta a trajetória do estudo brasileiro desde as conversas iniciais com a universidade britânica até a chegada dos primeiros lotes de vacina aplicados no país. Sem se prender a tecnicidades, a autora destaca os aspectos científicos da pesquisa e dos desafios práticos de realizar em tempo recorde um estudo clínico dessa dimensão, sob os holofotes da mídia, dos governos e da opinião pública. Dificuldades técnicas, falta de vacinas, entraves burocráticos e políticos dividem as páginas com as vitórias da pesquisa e a superação diária de um time de profissionais formado sobretudo por mulheres ― dos seis centros de testagem brasileiros, quatro tiveram liderança feminina. Para além dos holofotes que a pandemia de Covid-19 jogou sobre o tema, História de uma vacina é um relato sobre o real valor da pesquisa científica, sobre a dificuldade de empreendê-la e sobre o quanto é possível evoluir quando ciência e investimento se aliam na mesma direção. No relato inspirador de Sue Ann Costa Clemens e no sucesso do estudo Oxford-Brasil está um inegável exemplo.

Ed. Intrínseca - Selo História Real - 208 pág. - brochura

HISTÓRIA DE UMA VACINA: O Relato da Cientista Brasileira Que Liderou os Testes da Vacina Oxford/AstraZeneca - Sue Ann Costa Clemens

R$49,90
HISTÓRIA DE UMA VACINA: O Relato da Cientista Brasileira Que Liderou os Testes da Vacina Oxford/AstraZeneca - Sue Ann Costa Clemens R$49,90
Sucesso! Você tem frete grátis
Frete grátis a partir de R$120,00
Entregas para o CEP:

Frete grátis a partir de R$120,00

Marco no desenvolvimento de vacinas, a testagem recorde encabeçada pelo Brasil foi crucial para o lançamento do imunizante que é um dos mais usados do mundo contra a Covid-19 Em menos de um ano, ela levantou do zero o financiamento, as equipes técnicas e até mesmo algumas das instalações por onde passaram os mais de 10 mil voluntários dos testes da vacina Oxford/AstraZeneca no Brasil. Sue Ann Costa Clemens, médica,  professora e pesquisadora brasileira, foi responsável por coordenar os estudos nos seis centros de testagem do imunizante instalados em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Brasília e Santa Maria ― um empreendimento que fez do Brasil peça fundamental para a comprovação da eficácia da vacina, possibilitando a agilidade das aprovações de uso ao redor do mundo e abrindo portas para garantir a oferta de doses para o país. História de uma vacina, a pediatra e especialista em doenças infecciosas, chefe do comitê científico da Fundação Bill e Melinda Gates, docente convidada de Oxford e criadora do primeiro mestrado em vacinologia do mundo, na Universidade de Siena, conta a trajetória do estudo brasileiro desde as conversas iniciais com a universidade britânica até a chegada dos primeiros lotes de vacina aplicados no país. Sem se prender a tecnicidades, a autora destaca os aspectos científicos da pesquisa e dos desafios práticos de realizar em tempo recorde um estudo clínico dessa dimensão, sob os holofotes da mídia, dos governos e da opinião pública. Dificuldades técnicas, falta de vacinas, entraves burocráticos e políticos dividem as páginas com as vitórias da pesquisa e a superação diária de um time de profissionais formado sobretudo por mulheres ― dos seis centros de testagem brasileiros, quatro tiveram liderança feminina. Para além dos holofotes que a pandemia de Covid-19 jogou sobre o tema, História de uma vacina é um relato sobre o real valor da pesquisa científica, sobre a dificuldade de empreendê-la e sobre o quanto é possível evoluir quando ciência e investimento se aliam na mesma direção. No relato inspirador de Sue Ann Costa Clemens e no sucesso do estudo Oxford-Brasil está um inegável exemplo.

Ed. Intrínseca - Selo História Real - 208 pág. - brochura