O personagem Sérgio, já adulto, relembra seu tempo de aluno interno no Colégio Ateneu. Misturando alegrias e tristezas, decepções e entusiasmos, o narrador pacientemente reconstrói, por meio da memória, a adolescência vivida e perdida entre as paredes do famoso internato. Este livro é um rito de passagem, um diário do menino no ambiente fechado do colégio: as aulas, a sala de estudos, a diversão insólita dos banhos de piscina, as leituras, o recreio, o que acontecia nos dormitórios, no refeitório, as disputas. Surgido pela primeira vez em 1888, na Gazeta de Notícias, O Ateneu é um dos romances mais fortes da literatura brasileira e escapa a qualquer classificação rígida de periodização literária. O estilo de Raul Pompeia mescla elementos do Realismo, do Naturalismo, do Impressionismo, e também traços do Parnasianismo e do Expressionismo. A riqueza desse estilo resulta numa das obras de maior relevo de nossa literatura do século XIX, sempre atual e singular em seu fascínio.

Best Bolso - 224 pág. - brochura

O ATENEU - Raul Pompéia

R$24,90
O ATENEU - Raul Pompéia R$24,90
Sucesso! Você tem frete grátis
Frete grátis a partir de R$120,00
Entregas para o CEP:

Frete grátis a partir de R$120,00

O personagem Sérgio, já adulto, relembra seu tempo de aluno interno no Colégio Ateneu. Misturando alegrias e tristezas, decepções e entusiasmos, o narrador pacientemente reconstrói, por meio da memória, a adolescência vivida e perdida entre as paredes do famoso internato. Este livro é um rito de passagem, um diário do menino no ambiente fechado do colégio: as aulas, a sala de estudos, a diversão insólita dos banhos de piscina, as leituras, o recreio, o que acontecia nos dormitórios, no refeitório, as disputas. Surgido pela primeira vez em 1888, na Gazeta de Notícias, O Ateneu é um dos romances mais fortes da literatura brasileira e escapa a qualquer classificação rígida de periodização literária. O estilo de Raul Pompeia mescla elementos do Realismo, do Naturalismo, do Impressionismo, e também traços do Parnasianismo e do Expressionismo. A riqueza desse estilo resulta numa das obras de maior relevo de nossa literatura do século XIX, sempre atual e singular em seu fascínio.

Best Bolso - 224 pág. - brochura