A história de Álvaro, o protagonista de 'O motivo', tem alguns pontos em comum com a do autor Javier Cercas. 'O motivo' é o único livro no qual o autor se reconhece, não sem algum incômodo. Mesmo acreditando que talvez o escritor sempre se arrependa do primeiro livro, ainda não se arrependeu dele. Álvaro, diferentemente dos escritores principiantes, não se lamenta de sua sorte, mas quer 'aparecer' para o mundo de uma maneira muito planejada. Sua ambição desmedida por escrever a 'obra definitiva', que revolucione a história da literatura, não é menor que sua dedicação e disciplina para alcançá-la, consciente de que toda criação é composta por um por cento de inspiração e 99 por cento de transpiração. Apenas quando precisa delinear os personagens e o motivo de uma história policial é que seus olhos se voltam para seus vizinhos - um jovem casal com problemas financeiros, um aposentado solitário e mesquinho e uma zeladora entediada do marido. Para sua surpresa, seu afã de representar na ficção os conflitos da maneira mais perfeccionista possível leva-o a cometê-los na vida real. Mas Álvaro não suspeita que, apesar de seus cálculos e maquinações, a realidade nunca é tão governável como um romance.

 

Ed. Francis - 120 pág. - brochura

O MOTIVO - Javier Cercas

R$29,90
O MOTIVO - Javier Cercas R$29,90
Sucesso! Você tem frete grátis
Frete grátis a partir de R$0,00
Entregas para o CEP:

Sucesso! Você tem frete grátis

A história de Álvaro, o protagonista de 'O motivo', tem alguns pontos em comum com a do autor Javier Cercas. 'O motivo' é o único livro no qual o autor se reconhece, não sem algum incômodo. Mesmo acreditando que talvez o escritor sempre se arrependa do primeiro livro, ainda não se arrependeu dele. Álvaro, diferentemente dos escritores principiantes, não se lamenta de sua sorte, mas quer 'aparecer' para o mundo de uma maneira muito planejada. Sua ambição desmedida por escrever a 'obra definitiva', que revolucione a história da literatura, não é menor que sua dedicação e disciplina para alcançá-la, consciente de que toda criação é composta por um por cento de inspiração e 99 por cento de transpiração. Apenas quando precisa delinear os personagens e o motivo de uma história policial é que seus olhos se voltam para seus vizinhos - um jovem casal com problemas financeiros, um aposentado solitário e mesquinho e uma zeladora entediada do marido. Para sua surpresa, seu afã de representar na ficção os conflitos da maneira mais perfeccionista possível leva-o a cometê-los na vida real. Mas Álvaro não suspeita que, apesar de seus cálculos e maquinações, a realidade nunca é tão governável como um romance.

 

Ed. Francis - 120 pág. - brochura