Em Panorama visto do centro do universo o cosmólogo Joel Primack e a escritora e filósofa Nancy Abrams chamam a atenção para a posição do ser humano no cosmos: estamos no meio dele, na metade do tempo de vida do universo, e somos feitos do material mais raro que há, poeira de estrelas.
O texto acessível e acolhedor conduz o leitor pelos confins e pela história do Universo, em três partes. A primeira descreve cosmologias antigas, como a que vigorava na Idade Média. A segunda expõe o estado do conhecimento sobre o universo, sempre com metáforas que tornam a teoria mais palpável. Estão aí conceitos como inflação cósmica, matéria escura e energia escura. A terceira parte discute como se usar esse conhecimento para reconstruir uma cosmologia que nos conecte de volta ao universo. 
É com base nessa ciência e na necessidade de mitologias para nos situarmos de maneira afetiva e duradoura em nosso mundo que Primack e Abrams propõem uma cosmologia atualizada, baseada numa compreensão do universo que só os conhecimentos mais recentes permitem atingir. Isso nos ajudará a assumir a responsabilidade por este planeta, ameaçado pela própria atividade humana.

 

Ed. Cia. das Letras - 456 pág. - brochura

PANORAMA VISTO DO CENTRO DO UNIVERSO - - A descoberta de nosso extraordinário lugar no cosmos - Joel R. Primack e Nancy Ellen Abrams

R$72,90
PANORAMA VISTO DO CENTRO DO UNIVERSO - - A descoberta de nosso extraordinário lugar no cosmos - Joel R. Primack e Nancy Ellen Abrams R$72,90
Sucesso! Você tem frete grátis
Frete grátis a partir de R$0,00
Entregas para o CEP:

Sucesso! Você tem frete grátis

Em Panorama visto do centro do universo o cosmólogo Joel Primack e a escritora e filósofa Nancy Abrams chamam a atenção para a posição do ser humano no cosmos: estamos no meio dele, na metade do tempo de vida do universo, e somos feitos do material mais raro que há, poeira de estrelas.
O texto acessível e acolhedor conduz o leitor pelos confins e pela história do Universo, em três partes. A primeira descreve cosmologias antigas, como a que vigorava na Idade Média. A segunda expõe o estado do conhecimento sobre o universo, sempre com metáforas que tornam a teoria mais palpável. Estão aí conceitos como inflação cósmica, matéria escura e energia escura. A terceira parte discute como se usar esse conhecimento para reconstruir uma cosmologia que nos conecte de volta ao universo. 
É com base nessa ciência e na necessidade de mitologias para nos situarmos de maneira afetiva e duradoura em nosso mundo que Primack e Abrams propõem uma cosmologia atualizada, baseada numa compreensão do universo que só os conhecimentos mais recentes permitem atingir. Isso nos ajudará a assumir a responsabilidade por este planeta, ameaçado pela própria atividade humana.

 

Ed. Cia. das Letras - 456 pág. - brochura