Nadya Tolokonnikova, feminista russa fundadora da banda Pussy Riot, é também uma artista visual e ativista profissional. Ela se tornou um ícone ativista da noite para o dia quando foi presa por cantar uma música anti-Putin em uma igreja de Moscou, em 21 de fevereiro de 2012. Ela ficou presa na Rússia por 18 meses e emergiu como símbolo internacional de resistência radical, com gritos de "Free Pussy Riot" (Liberte Pussy Riot) tendo se espalhado pelo mundo inteiro. Com sua emblemática máscara e seu batom preto, Nadya se tornou uma emissária da esperança e do otimismo, apesar de tudo o que há de errado na política hoje.

Este livro é estruturado ao redor das 10 regras para a revolução. Centrado na ação direta, e ultrapassando as ideias típicas de militância, o livro é um guia revigorante para a desobediência civil, e encoraja que questionemos todo status quo, e façamos com que a ação política seja excitante, e até alegre.

Ed. Ubu - 288 pág. - brochura

UM GUIA PUSSY RIOT PARA O ATIVISMO - NADYA TOLOKONNIKOVA

R$59,90
UM GUIA PUSSY RIOT PARA O ATIVISMO - NADYA TOLOKONNIKOVA R$59,90
Entregas para o CEP:

Meios de envio

Nadya Tolokonnikova, feminista russa fundadora da banda Pussy Riot, é também uma artista visual e ativista profissional. Ela se tornou um ícone ativista da noite para o dia quando foi presa por cantar uma música anti-Putin em uma igreja de Moscou, em 21 de fevereiro de 2012. Ela ficou presa na Rússia por 18 meses e emergiu como símbolo internacional de resistência radical, com gritos de "Free Pussy Riot" (Liberte Pussy Riot) tendo se espalhado pelo mundo inteiro. Com sua emblemática máscara e seu batom preto, Nadya se tornou uma emissária da esperança e do otimismo, apesar de tudo o que há de errado na política hoje.

Este livro é estruturado ao redor das 10 regras para a revolução. Centrado na ação direta, e ultrapassando as ideias típicas de militância, o livro é um guia revigorante para a desobediência civil, e encoraja que questionemos todo status quo, e façamos com que a ação política seja excitante, e até alegre.

Ed. Ubu - 288 pág. - brochura