Valfierno conta o espetacular caso real do crime internacional protagonizado por um argentino em 1911. O crime, certamente, foi em si mesmo uma obra de arte do mais sofisticado engenho, e teve como ponto de partida o roubo da Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, o quadro mais famoso do Museu do Louvre. O protagonista, filho de uma empregada, se constrói com sucessivas máscaras - de menino dócil a adulto presidiário, de comerciante sonhador a trapaceiro e vendedor de falsificações -, mescla-se com uma sociedade a que não pertence, na Argentina da belle époque e depois em Paris, e se transforma no marquês Eduardo de Valfierno. A vida marginal, a busca desesperada por uma identidade, o florescimento como trapaceiro e falso marquês se cristalizam no escandaloso golpe de mestre. Valfierno é não apenas a magistral narração de uma história incrível, mas também uma reflexão sobre a identidade, sobre o valor da falsificação e da verdade.

Ed. Cia. das Letras - 352 pág. - brochura

VALFIERNO - Martín Caparrós

R$45,60
VALFIERNO - Martín Caparrós R$45,60
Sucesso! Você tem frete grátis
Frete grátis a partir de R$0,00
Entregas para o CEP:

Sucesso! Você tem frete grátis

Valfierno conta o espetacular caso real do crime internacional protagonizado por um argentino em 1911. O crime, certamente, foi em si mesmo uma obra de arte do mais sofisticado engenho, e teve como ponto de partida o roubo da Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, o quadro mais famoso do Museu do Louvre. O protagonista, filho de uma empregada, se constrói com sucessivas máscaras - de menino dócil a adulto presidiário, de comerciante sonhador a trapaceiro e vendedor de falsificações -, mescla-se com uma sociedade a que não pertence, na Argentina da belle époque e depois em Paris, e se transforma no marquês Eduardo de Valfierno. A vida marginal, a busca desesperada por uma identidade, o florescimento como trapaceiro e falso marquês se cristalizam no escandaloso golpe de mestre. Valfierno é não apenas a magistral narração de uma história incrível, mas também uma reflexão sobre a identidade, sobre o valor da falsificação e da verdade.

Ed. Cia. das Letras - 352 pág. - brochura