Jesús Soto conversa com Ariel Jiménez é o testemunho mais completo e detalhado da obra do artista venezuelano Jesús Rafael Soto (1923-2005), resultado de nove anos de entrevistas concedidas ao historiador de arte Ariel Jiménez. Soto integrou o grupo de estrangeiros conhecido pelo desenvolvimento da arte cinética em Paris, nas décadas de 1950 e 1960, composto por Vasarely,Yacoov Agam, Tomasello, Calder e Tinguely, entre outros. Vivendo por anos entre a Venezuela e a França, envolvido nos movimentos de abstração geométrica na América Latina, hoje Soto é celebrado como um dos artistas mais relevantes do século XX, cuja obra dialoga sem restrições com a produção artística de outras partes do mundo.

O título integra a coleção Conversas, coedição da Cosac Naify com a Fundación Cisneros, formada por uma série de diálogos entre proeminentes artistas e críticos de arte internacionais, que visa documentar e fomentar o entendimento da arte produzida na América Latina.

 

Ed. Cosac Naify - 180 pág. - brochura - formato 16,8 x 11,6 x 1,4 cm

JESÚS SOTO CONVERSA COM ARIEL JIMENEZ - Ariel Jimenez

R$39,90 R$35,90
Frete grátis
JESÚS SOTO CONVERSA COM ARIEL JIMENEZ - Ariel Jimenez R$35,90

Jesús Soto conversa com Ariel Jiménez é o testemunho mais completo e detalhado da obra do artista venezuelano Jesús Rafael Soto (1923-2005), resultado de nove anos de entrevistas concedidas ao historiador de arte Ariel Jiménez. Soto integrou o grupo de estrangeiros conhecido pelo desenvolvimento da arte cinética em Paris, nas décadas de 1950 e 1960, composto por Vasarely,Yacoov Agam, Tomasello, Calder e Tinguely, entre outros. Vivendo por anos entre a Venezuela e a França, envolvido nos movimentos de abstração geométrica na América Latina, hoje Soto é celebrado como um dos artistas mais relevantes do século XX, cuja obra dialoga sem restrições com a produção artística de outras partes do mundo.

O título integra a coleção Conversas, coedição da Cosac Naify com a Fundación Cisneros, formada por uma série de diálogos entre proeminentes artistas e críticos de arte internacionais, que visa documentar e fomentar o entendimento da arte produzida na América Latina.

 

Ed. Cosac Naify - 180 pág. - brochura - formato 16,8 x 11,6 x 1,4 cm