Em 1883, a violenta erupção da ilha vulcânica de Krakatoa, na Indonésia, deixou em seu rastro 36 mil mortos e uma cratera aberta no fundo do mar. Outros vulcões já haviam explodido antes, e outros explodiriam no futuro, mas a erupção do Krakatoa teve uma dimensão inédita e até hoje não igualada. A explosão não destruiu apenas a montanha que formava o vulcão; ela riscou do mapa a própria ilha onde a montanha estava situada. Não por acaso, o nome Krakatoa tornou-se sinônimo de catástrofe.

Diferentemente das narrativas clássicas sobre desastres naturais, Winchester não se interessa apenas pela pirotecnia da explosão. Ele vai muito mais além, recriando todo o contexto da Indonésia do final do século XIX e situando cada uma das descobertas científicas que ajudaram a compreender a gênese e a erupção dos vulcões, aliando detalhes históricos de grande rigor a um notável talento de contador de histórias.

Ed. Objetiva - 440 pág. - brochura

KRAKATOA - O dia em que o mundo explodiu - Simon Winchester

R$69,90
Esgotado
KRAKATOA - O dia em que o mundo explodiu - Simon Winchester R$69,90

Em 1883, a violenta erupção da ilha vulcânica de Krakatoa, na Indonésia, deixou em seu rastro 36 mil mortos e uma cratera aberta no fundo do mar. Outros vulcões já haviam explodido antes, e outros explodiriam no futuro, mas a erupção do Krakatoa teve uma dimensão inédita e até hoje não igualada. A explosão não destruiu apenas a montanha que formava o vulcão; ela riscou do mapa a própria ilha onde a montanha estava situada. Não por acaso, o nome Krakatoa tornou-se sinônimo de catástrofe.

Diferentemente das narrativas clássicas sobre desastres naturais, Winchester não se interessa apenas pela pirotecnia da explosão. Ele vai muito mais além, recriando todo o contexto da Indonésia do final do século XIX e situando cada uma das descobertas científicas que ajudaram a compreender a gênese e a erupção dos vulcões, aliando detalhes históricos de grande rigor a um notável talento de contador de histórias.

Ed. Objetiva - 440 pág. - brochura